A igreja dos 7 pecados

Na Idade Média instituiu-se uma mentalidade e uma forma de viver, na Cristandade, que ainda hoje vigora. A mentalidade de pecar e a posterior expiação. Quando não havia tempo para expiar o pecado pagavam-se umas indulgências e o clero perdoava tudo em nome de Deus. Uma forma de corrupção como qualquer outra mas ao nível dos valores e da moral. Esqueceram-se que para expiar os pecados torna-se necessário que haja arrependimento e que não se volte a repetir o mesmo. Basicamente era aprender com o erro.

Esta situação tornou-se comum devido à perda de inocência que se deu no Concílio de Niceia convocado pelo Imperador Romano Constantino e não pelo Papa. Constantino precisava, para a uniformização do Império que houvesse uma religião única e que esta tivesse uma doutrina única. Para dar um exemplo, nesse Concílio foi votada a questão Ariana e os dois Bispos que votaram contra e mantiveram a sua posição foram exilados por ordem de Constantino. Esta perda de inocência acontece por se iniciar uma promiscuidade oficial entre o Estado e a Igreja. Neste Concílio iniciou-se a busca do poder pela Igreja com o apoio do Imperador e dos seus descendentes.

A perda desta inocência levou a que a igreja passasse a cometer os pecados que considera mortais.

Quando se constroem templos magníficos e decorados de forma opulenta, além da vistosidade das vestes do alto clero estamos em presença da VAIDADE.

Quando se perdoam pecados em troco de dinheiro ou favores podemos considerar que é a AVAREZA que manda.

Quando se clama contra outras religiões e se organizam crusadas entra em acção a IRA.

Quando se organiza a Santa Inquisição para combater os Judeus, Cristãos Novos e todos os que não acreditam num Deus único Cristão podemos considerar que há uma certa INVEJA por não se conseguir convencer espíritos livres a converterem-se (este não é o melhor exemplo).

Relativamente à LUXÚRIA o ponto alto são os Bórgias.

Olhando para os retratos e caricaturas da época vemos sempre os padres e frades com umas barriguinhas de meter inveja a qualquer um. Se não foi da GULA não sei do que poderá ter sido.

O pior vem com a pouca vontade de evoluir, do imobilismo e do pouco interesse numa evolução que só pode ser motivada pela PREGUIÇA.

O terem-se misturado com o Império Romano levou a que absorvessem todos os vícios que provocaram a queda desse mesmo Império, ganharam importância e poder que lhes permitiu forçar outros a aderir à sua Religião, aderiam por medo ou por interesse e não por convicção ou fé, mas perderam a inocência e a coragem que a mensagem transmitida por Cristo ensinava. Perderam o Amor e ganharam o medo.

Uma resposta a A igreja dos 7 pecados

  1. Brasinha diz:

    Bom post … Sim Senhor …

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: